25 de set de 2008

Vai entender...

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, avaliou como positivas, as medidas anunciadas pelo governo dos Estados Unidos para tentar contornar a crise financeira.
Até aí tudo bem. Mas vejam o que ele disse depois: "É preciso acabar com esse fundamentalismo de liberdade absoluta de mercado, que tem gerado prejuízos". OHHHHH!!!!!!! Logo ele, o maior defensor do Tratado de Doha! O único representante de um país emergente a aceitar a proposta dos países ricos de liberalização do comércio mundial! Logo ele que há alguns meses barou a proposta do Ministério da Fazenda de aumentar as alíquotas de importação de alguns produtos, por dizer que estava "defendendo a postura do Brasil na OMC". Tomara então que ele tenha mudado de opinião - que bom seria!

3 comentários:

Anônimo disse...

liberalismo economico nada tem a ver com comercio livre

Anônimo disse...

Liberalismo econômico não se resume a livre-comércio, mas esse último é um requisito do primeiro.

Anônimo disse...

É verdade esse Celso Amorim só quer passar de amigo pros cara do states.