9 de set de 2008

Poder Judiciário: a melhor academia de letras do Brasil

Não é de pouco que sabemos da extrema incógnita e difícil interpretação das leis brasileiras. Também, pudera, para nossos magistrados, quanto mais difícil for entender o que eles querem dizer, mais denotam respeito entre seus colegas. Ruím para o povo brasileiro, que tem sempre que recorrer ao velho Aurélio. Veja o que disse o presidente do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes ao falar sobre a morte do fundador do Itaú, Olavo Setubal há algumas semanas:
"Mais do que exemplo superlativo de empreendedorismo e liderança, Olavo Setubal foi um brasileiro da mais alta envergadura, cujas preocupações não se apartavam do desenvolvimento e da inserção do país no lado progressista do mundo. O Brasil se despede de um cidadão de primeira grandeza, cuja memória evocará sempre descortino, entusiasmo, benemerência e fidalguia."
Pelo menos deu para entender que ele estava falando bem do pobre Setubal. Ou será que não?

Nenhum comentário: